© 2019


 Tom Correia nasceu em Salvador, Bahia. Escritor-fotógrafo com formação em jornalismo, possui diversas publicações e trajetória híbrida que envolve projetos em fotografia de rua e literatura.
Além de idealizador e editor da Revista Laroyê, foi curador do Iº Festival Literário Ori, do Festival Literário Nacional [no bairro soteropolitano de Cajazeiras] e de duas edições da Festa Literária Internacional de Cachoeira · Flica [2017-2018]. 
É autor do fotolivro UnBlack Lisbon [2020], série que trata da invisibilidade do negro na fotografia portuguesa, e dos volumes de contos Ladeiras, vielas & farrapos [2015], Sob um céu de gris profundo [2011] e Memorial dos medíocres [Prêmio Braskem 2002]. Já participou de residências no Instituto Sacatar [Itaparica] e no Hangar Centro de Investigação Artística [Lisboa]. 
Possui ainda um livro inédito, Clube dos niilistas, aprovado para publicação em convocatória da Editora Urutau. O livro é composto por narrativas curtas que dialogam com imagens de fotógrafos icônicos, a exemplo de Gordon Parks, Miguel Rio Branco, Vivian Maier e Voltaire Fraga.