Fotografia com celular: novos olhares, novas perspectivas

A fotografia é uma das expressões visuais mais fascinantes e sedutoras no sentido de desenvolver um olhar crítico sobre o nosso lugar no mundo. Ao registrar imagens do que testemunhamos ao nosso redor, contribuímos, muitas vezes de modo involuntário, com um acervo documental e afetivo que guarda em si informações preciosas, revelando sutilezas insuspeitas sobre o nosso tempo, sobre nós mesmos.
As oficinas de mobgrafia possuem potencial para se tornar um marco zero transformador na vida de jovens em idade escolar. A partir de uma abordagem mais lúdica, sem submetê-los a avaliações nem obrigá-los a apresentar resultados imediatos, acreditamos que, ao final das vivências, mais do que transmitir as técnicas básicas e apresentar o mundo sob o viés da fotografia, os alunos são estimulados a desconstruir padrões estéticos, a perceber nuances e detalhes e a iniciar uma trajetória autoral de maneira intuitiva.
Acreditamos que a partir do estímulo da produção de imagens, os alunos absorvam mais do que eles próprios podem supor num primeiro momento. No futuro, essas oficinas poderão se tornar um elemento referencial para a autodescoberta deles como cidadãos protagonistas, talvez com alguns deles até se envolvendo com a fotografia profissional. Entretanto, o mais relevante dessas oficinas é a possibilidade de fazê-los vislumbrar um horizonte mais amplo do que às vezes a realidade ao redor permite.
As imagens abaixo são das oficinas ministradas entre março e abril de 2019 em escolas de Pedro Laurentino e São João do Piauí, cidades do semiárido piauiense. O contato inicial com técnicas básicas de fotografia aplicadas ao aparelho celular resultou em vivências gratificantes, revelando o olhar talentoso de meninas e meninos que obtiveram resultados belíssimos explorando a água como tema (as fotos serão publicadas aqui em breve).